SmartPTT é implementado na CEMAR

Arquivo em: Notícias,Projetos/Cases — Tags: , , , , , , — admin @ 5:55 pm December 29, 2014

CEMAR implementa sistema de rádio digital Motorola MOTOTRBO e software de gerenciamento SmartPTT para controlar as equipes de manutenção, melhorar os serviços e reduzir custos.

A empresa maranhense se junta a um enorme roll de empresas do setor de eletricidade que elegeram o SmartPTT como o melhor aplicativo para sistemas digitais MOTOTRBO, entre elas: Grupo ENERGISA, CEMAT, COELBA, Norte Energia, AES Eletropaulo, CPFL, Ceriluz, ITAIPU, Brookfield Energia, Queiroz Galvão Energia, CELPE, UHE Teles Pires, Complexo Belo Monte, UHE Serra do Facão, Suzlon Energia, dentre muitos outros que fazem uso das soluções CDC para sistemas digitais VHF.

A CEMAR é a única distribuidora de energia do Maranhão. A empresa possui quatro Unidades de Negócios, distribuídas nas cidades de São Luís, Bacabal, Timon e Imperatriz. Ela atende cerca 1.8 milhão de clientes em todo o Estado, num total de 217 municípios.

O principal foco da CEMAR é trazer melhorias para sua equipe de manutenção em campo e mais segurança aos seus empregados. Quando uma chamado para atendimento ao cliente ocorre, o Operador da Central de Controle pode rapidamente tomar a melhor decisão, com auxílio do SmartPTT e suas funções.

Os 10 Operadores da Central se comunicam com os 200 rádios do sistema através de link IP Site Connect com as 40 repetidoras do sistema. No computador, eles acompanham a movimentação das suas respectivas equipes através do monitoramento via GPS SmartPTT. Com isso, é possível acionar a equipe de atendimento mais próxima ao local do acontecimento, reduzindo o tempo para solução de problema.

Além disso, através da função Tickets de Serviço, inerente ao SmartPTT e aos equipamentos MOTOTRBO dotados de display, é possível assinalar tarefas a determinadas equipes e fazer o acompanhamento da execução das atividades através de um painel exclusivo dentro do SmartPTT.

Todos os updates realizados no desempenho das tarefas são registrados pela central, sendo possível verificar as informações referentes àquela atividade, a qualquer hora, caso seja necessário.

Com a utilização da ferramenta SmartPTT Monitoring, ativada na própria Console de Operações SmartPTT, os técnicos da CEMAR conseguem monitorar todos os status das redes de comunicação e saber, imediatamente sobre possíveis falhas. Isso porque o SmartPTT é capaz de enviar avisos de falhas para e-mails, rádios, celulares GSM ou mesmo a painéis SNMP que o cliente por ventura possa ter.

Com o SmartPTT Monitoring é possível ainda verificar como anda o mapa de cobertura de sua rede de rádio, através dos dados de intensidade de sinal enviados pelo equipamento e armazenados pelo SmartPTT.

Para finalizar, é possível ainda emitir diversos de tipo de relatórios e efetuar análises do fluxo de comunicação na rede, canais  e rádios que mais utilizam o sistema e até mesmo efetuar sistema de bilhetagem.

Um projeto de sucesso da parceria CDC e BIPMAR Telecomunicações.



SmartPTT na COELBA

 

 

 

A COELBA utiliza Rádio digital Motorola MOTOTRBO e sistema SmartPTT  para controlar as equipes de manutenção, melhorar os serviços e reduzir custos.

Ela se junta a muitas outras empresas do setor de eletricidade que elegeram o SmartPTT, software distribuído com exclusividade pela CDC no Brasil, como o melhor aplicativo para sistemas digitais MOTOTRBO, entre elas: Grupo ENERGISA, CEMAT, COELBA, Norte Energia, AES Eletropaulo, CPFL, Ceriluz, ITAIPU, Brookfield Energia, Queiroz Galvão Energia, CELPE, UHE Teles Pires, Complexo Belo Monte, UHE Serra do Facão, Suzlon Energia, entre outras.

A COLEBA atende hoje 415 dos 417 municípios bahianos. Ela atende mais de 14 milhões de habitantes em uma área de concessão de 563 mil km2. Possui uma força de trabalho de mais de 14 mil colaboradores e rede de distribuição de mais de 250 mil quilômetros.

Para atender a toda esta demanda, o principal foco da COELBA é trazer tecnologias que possam melhorar o desempenho de suas equipes de manutenção em campo. Com a implantação  do SmartPTT e dos rádios digitais MOTOTRBO, da Motorola, quando uma chamado para atendimento ao cliente ocorre, o Operador da Central de Controle pode rapidamente tomar a melhor decisão.

Os 12 Operadores da Central se comunicam com os 300 rádios do sistema através de link IP Site Connect com as 22 repetidoras espalhadas por todo o Estado. No computador, eles acompanham a movimentação das suas equipes através do monitoramento via GPS SmartPTT. Com isso, é possível acionar a equipe de atendimento mais próxima ao local do acontecimento, reduzindo o tempo para solucionar o chamado.

Além disso, através da função Tickets de Serviço, inerente ao SmartPTT e aos equipamentos MOTOTRBO dotados de display, é possível assinalar tarefas a determinadas equipes e fazer o acompanhamento da execução das atividades através de um painel exclusivo dentro da Console de Operações SmartPTT.

Todos os updates realizados no desempenho das tarefas são registrados pela central, sendo possível verificar as informações referentes àquela atividade, a qualquer hora, caso seja necessário.

Um projeto de sucesso da parceria CDC e KOFRE Telecomunicações.



CDC ajuda KINROSS e melhorar segurança

A KINROSS utiliza Rádio digital Motorola MOTOTRBO para mineradoras e o aplicativo SmartPTT para minimizar invasões e reprimir garimpeiros ilegais. A CDC participou de todo o processo e implementou seu aplicativo no sistema de comunicação da empresa.

O projeto demo inicial da produtora de ouro de Minas Gerais contempla 80 rádios, 01 repetidora, 01 Console de Operações SmartPTT e 01 Radioserver SmartPTT. No entanto, em pouco tempo ele deve crescer e atingir dimensão bem maior dentro de sua fábrica, caminhando para um sistema troncalizado digital Capacity Plus que integrará os setores de segurança patrimonial e de produção.

O principal foco da KINROSS é garantir segurança aos seus 3,7 mil empregados, que ajudam na produção de 25% de todo o ouro produzido no território Brasileiro.

O setor de segurança patrimonial da empresa convivia com diversos problemas quando utilizavam o sistema analógico de comunicação. O principal deles era a falta de privacidade nas comunicações. Com isso, os garimpeiros ilegais e invasores roubavam equipamentos de rádio da empresa e conseguiam monitorar as ações da empresa e estar sempre em vantagem.

Ao implantar o sistema de comunicação via rádio digital e o software de gerenciamento SmartPTT, a situação se inverteu completamente. Agora, a equipe de segurança da Kinross está sempre à frente dos marginais, evitando diversos prejuízos ao patrimônio da companhia.

A primeira vantagem está na função Radio Kill do SmartPTT. Caso um rádio é roubado, o Operador da Central, além de poder monitorar a sua localização via GPS, pode dar um comando para desligar completamente o equipamento, o deixando totalmente inoperante.

Também é possível delimitar uma cerca eletrônica (geofencing) e ativar uma regra de segurança no SmartPTT. A partir do momento em que um rádio saia do perímetro da fábrica, o Operador da Central é imediatamente avisado. Também é possível ativar o Rádio Kill automático, deixando o rádio totalmente inoperante caso ele saia da área delimitada. Tudo de forma automática e sem ação humana.

Além da funções já citadas, tanto os rádios digitais MOTOTRBO, da Motorola, quanto o software SmartPTT possuem sistema avançado de encriptação. Esse sistema impede que invasores possam escutar as conversas internas.

Mesmo possuindo informação da faixa de frequência utilizada pela empresa, os marginais precisarãoa inda descobrir o código de cores de cada canal gravado no rádio, bem como 16 chaves de encriptação de 40 bit cada uma. O que torna quase impossível a interceptação de uma comunicação.

Quando uma emergência ocorre, o Operador SmartPTT pode rapidamente tomar a melhor decisão para o momento, com auxílio da exclusiva central de gerenciamento de emergências SmartPTT e do sistema de monitoramento GPS.

O Operador da Central de Controle se comunica com todos os rádios do sistema com o simples aperto de uma tecla. No computador, ele acompanha a movimentação das equipes em ronda através do monitoramento via GPS SmartPTT. Como consequência, é possível acionar a equipe de atendimento mais próxima ao local do incidente, reduzindo o tempo para atendimento e as possíveis consequências com a demora na repressão das atividades ilícitas.

Caso um colaborador do setor de segurança seja capturado, ele pode imediatamente acionar o botão de emergência do rádio, de forma simples e discreta, sem nenhum tipo de aviso visual ou sonoro.

Ao acionar o botão emergência, imediatamente, a Central de Segurança da empresa visualiza a ocorrência, o seu originador e o local onde ela ocorreu.

De forma automática e totalmente discreta, o rádio da pessoa abordada inicia transmissão para a Central. Com isso a equipe de segurança pode ouvir tudo o que se passa ao redor do colaborador capturado e avaliar a melhor tática para solução do incidente.

Diretamente na Console de Operações SmartPTT (um computador com o aplicativo SmartPTT instalado) o Operador origina e recebe chamadas de voz e analisa conversas antigas armazenadas no sistema, inclusive aquelas originadas automaticamente, após o pressionamento do botão de emergência.

Os coordenadores terão a possibilidade de consultar relatórios de localização de rádios, de utilização da rede, de ocorrências na rede e também consultar gravações de comunicação para avaliar se os procedimentos internos estão sendo executados da maneira correta e tomar as decisões cabíveis para cada situação.

Um projeto de sucesso da CDC em parceria com a empresa A&E Tecnical.



CDC garante segurança para APERAM

A APERAM usa Rádio digital Motorola MOTOTRBO para indústria e a solução SmartPTT para mineração para minimizar situações de risco e gerenciar possíveis emergências.

O projeto demo inicial da produtora de aços e inoxidáveis de Minas Gerais contempla 10 rádios, 01 repetidora, 02 Console de Operações SmartPTT, 01 Radioserver SmartPTT e 10 SmartPTT Man Down Firmware. No entanto, em pouco tempo ele deve crescer e atingir dimensão bem maior dentro de sua fábrica, caminhando para um sistema troncalizado digital Capacity Plus com muito mais funções de controle agregadas pelo software distribuído pela CDC com exclusividade no Brasil.

O principal foco da APERAM é garantir segurança aos seus 2,4 mil empregados, que ajudam na produção da capacidade instalada da ordem de 900 mil toneladas de aço líquido.

Quando uma emergência ocorre, o Operador SmartPTT pode rapidamente tomar a melhor decisão para o momento, com auxílio da exclusiva central de gerenciamento de emergências SmartPTT.

Trabalhadores em áreas de risco ou sem o acompanhamento de um segundo colega podem ser monitorados através das funções Man Down e Alone Worker, que garantem ação rápida em caso de acidente.

Com a utilização da função Man Down, caso o colaborador sofra um acidente e o rádio digital MOTOTRBO fique caído na posição horizontal por muito tempo, o Operador da Central SmartPTT é automaticamente avisado sobre a ocorrência.

Na tela do aplicativo, ele recebe a sinalização da ocorrência, a indicação do usuário que originou a emergência, além de sinal sonoro e integração com todas as telas do software.

Já a função Alone Worker faz o monitoramento das atividades de um colaborador em área de risco. Em determinado espaço de tempo, o usuário de rádio é obrigado e dar sinal de sua integridade física, apertando PTT, enviando mensagem ou fazendo qualquer atividade no rádio. Caso isso não ocorra no tempo estabelecido, o SmartPTT automaticamente avisa o Operador de que algo pode estar errado com aquele determinado usuário.

Esses avisos também são integrados a todas as telas do aplicativo e possuem indicação visual e sonora, que garantem o conhecimento imediato do acontecimento.

O Operador da Central de Controle se comunica com os rádios do sistema. No computador, ele acompanha a movimentação das equipes através do monitoramento via GPS SmartPTT. Com isso, é possível acionar a equipe de atendimento mais próxima ao local do acontecimento, reduzindo o tempo para atendimento.

Diretamente na Console de Operações SmartPTT (um computador com o aplicativo SmartPTT instalado) o Operador origina e recebe chamadas de voz e analisa conversas antigas armazenadas no sistema, podendo verificar se a situação de risco teve algum fato motivador.

Os coordenadores terão a possibilidade de consultar relatórios de localização de rádios, de utilização da rede, de ocorrências na rede e também consultar gravações de comunicação para avaliar se os procedimentos internos estão sendo executados da maneira correta e tomar as decisões cabíveis para cada situação.

Um projeto de sucesso da parceria CDC e A&E Technical.



Caterpillar usa aplicativo da CDC

O aplicativo SmartPTT, distribuído pela CDC no Brasil, aliado ao Rádio digital Motorola MOTOTRBO para indústria facilita e agiliza as operações ao mesmo tempo que reduz custos. Por isso, a Caterpillar vai equipar seu novo sistema de comunicação via rádio utilizando o SmartPTT Enterprise e sua gama de funções de controle e gerenciamento.

O projeto inicial contempla 24 rádios, 01 repetidora, 01 Console de Operações SmartPTT e 01 Radioserver SmartPTT. No entanto, em pouco tempo ele deve crescer e atingir dimensão bem maior dentro de sua fábrica.

O Operador da Central de Controle se comunica com os rádios do sistema. No computador, ele acompanha a movimentação das equipes através do monitoramento via GPS SmartPTT.

Diretamente na Console de Operações SmartPTT (um computador com o aplicativo SmartPTT instalado) o Operador origina e recebe chamadas de voz e analisa conversas antigas armazenadas no sistema.

Quando uma emergência ocorre, o Operador pode rapidamente tomar a melhor decisão para o momento, com auxílio da exclusiva central de gerenciamento de emergência SmartPTT.

Trabalhadores em áreas de risco ou sem o acompanhamento de um segundo colega podem ser monitorados através das funções Man Down e Alone Worker.

Na função Man Down, caso o colaborador sofra um acidente e o rádio MOTOTRBO fique caído na posição horizontal por muito tempo, o Operador é automaticamente avisado sobre a ocorrência.

Já a função Alone Worker faz o monitoramento das atividades de um colaborador em área de risco. Em determinado espaço de tempo, o usuário de rádio é obrigado e dar sinal de sua integridade física, apertando PTT, enviando mensagem ou fazendo qualquer atividade no rádio. Caso isso não ocorra no tempo estabelecido, o SmartPTT automaticamente avisa o Operador de que algo pode estar errado com aquele determinado usuário.

Os coordenadores terão a possibilidade de consultar relatórios de localização de rádios, de utilização da rede, de ocorrências na rede e também consultar gravações de comunicação para avaliar se os procedimentos internos estão sendo executados da maneira correta.

Um projeto de sucesso da parceria CDC e Stock Total.



Bombeiros Maringá implanta rádio digital com software da CDC

A municipalidade de Maringá, no Paraná, está migrando o sistema de comunicação do Corpo de Bombeiros para a tecnologia de comunicação via rádio digital Motorola MOTOTRBO, e o SmartPTT foi escolhido para ser o seu aplicativo para gerência e controle.

 

A CDC distribui com exclusividade o SmartPTT no Brasil e participa ativamente desse projeto que contempla 120 rádios, 08 repetidoras, 01 Console de Operações SmartPTT, 01 Radioserver SmartPTT e a função Bridge SmartPTT.

 

O Radioserver SmartPTT irá se conectar, via IP, com as 08 repetidoras espalhadas pela área de cobertura do Corpo de Bombeiros, nas áreas urbanas, rurais e vizinhas à cidade de Maringá, estado do Paraná.

 

O Operador da Central de Controle irá se comunicar com os 120 rádios do sistema. Na tela do computador, ele irá verificar o deslocamento de cada um deles através do monitoramento via GPS, função inerente aos rádios MOTOTRBO e ao sistema SmartPTT.

 

Na Console de Operações SmartPTT (um computador com o aplicativo SmartPTT instalado) o Operador também poderá efetuar e receber chamadas de voz, bem como escutar conversas antigas armazenadas e gerenciar as emergências que ocorrerem durante o período de trabalho.

 

Cercas eletrônicas, para aviso automático caso um rádio saia do perímetro delimitado também estão entre as funções de destaque para o segmento, bem como o monitoramento remoto de situações de emergência.

 

Com a função SmartPTT Bridge, o Operador poderá interligar diferentes redes de rádio e fazer com que elas possam manter comunicação como se estivessem participando de único grupo ou rede IP Site Connect, sem perder nenhum dado, muito menos voz.

 

Por fim, os coordenadores terão a possibilidade de consultar relatórios de localização de rádios, de utilização da rede, de ocorrências na rede e também consultar gravações de comunicação para avaliar se os procedimentos internos estão sendo executados da maneira correta.

 

Um projeto de sucesso da parceria CDC e MOC Telecom.

 



CDC implanta sistema na MGO Rodovias

A MGO Rodovias é a mais uma concessionária que escolhe a solução SmartPTT e rádio digital VHF para rodovias com a tecnologia Motorola MOTOTRBO  para gerência e controle da frota.

A Concessionária de Rodovias Minas Gerais Goiás S/A (MGO) irá controlar todos os seus trabalhadores através do software SmartPTT, distribuído com exclusividade pela CDC no Brasil. O monitoramento será ao longo dos 436,6 quilômetros de sua concessão, que começa no entroncamento com a BR-040, em Cristalina (GO), e se estende até a divisa de Minas Gerais com São Paulo, no munícipio de Delta (MG).

O projeto contempla 280 rádios, 10 repetidoras, 08 Consoles de Operações SmartPTT, 01 Radioserver SmartPTT e a função Bridge SmartPTT.

O Radioserver SmartPTT irá se conectar, via IP, com as 10 repetidoras espalhadas pela área de cobertura das rodovias, em 9 municípios, sendo 5 em Goiás (Cristalina, Ipameri, Campo Alegre de Goiás, Catalão e Cumari) e 4 em Minas Gerais (Araguari, Uberlândia, Uberaba e Delta).

Os 08 Operadores da Central de Controle poderão se comunicar com todos os 280 rádios que fazem parte do sistema, além de poder verificar o deslocamento de cada um deles ao longo da rodovia, através do monitoramento via GPS, função inerente aos rádios MOTOTRBO e ao sistema SmartPTT, sem que seja necessária a aquisição de função extra.

Na Console de Operações SmartPTT (um computador com o aplicativo SmartPTT instalado) o Operador também poderá efetuar e receber chamadas de voz, bem como escutar conversas antigas armazenadas e gerenciar as emergências que ocorrerem durante o período de trabalho.

Entre outras funções, também é possível inserir check points ao longo da rodovias, que poderão fazer com que o Operador saiba exatamente o Km onde a viatura se encontra no momento.

Cercas eletrônicas, para aviso automático caso um rádio saia do perímetro delimitado também estão entre as funções de destaque para o segmento, bem como o monitoramento remoto de situações de emergência.

Com a interface totalmente amigável do SmartPTT, cada Operador poderá criar o modo de visualização de funções e disposição na tela que mais lhe convém. Além disso, como plug in Console Customizada, ele poderá criar a sua própria tela, inserindo, posicionando e dimensionando botões para acesso rápido da maneira que melhor lhe convier.

Com a função SmartPTT Bridge, o Operador poderá interligar diferentes redes de rádio e fazer com que elas possam manter comunicação como se estivessem participando de único grupo ou rede IP Site Connect, sem perder nenhum dado, muito menos voz.

Por fim, os coordenadores terão a possibilidade de consultar relatórios de localização de rádios, de utilização da rede, de ocorrências na rede e também consultar gravações de comunicação para avaliar se os procedimentos internos estão sendo executados da maneira correta.

Um projeto de sucesso da parceria CDC e Constel Telecom.



Rodovias da Colinas implanta sistema digital da CDC

A Rodovias das Colinas é a mais nova concessionária a adquirir sistema digital de comunicação via rádio equipado com o aplicativo SmartPTT, distribuído pela CDC no Brasil.

Com o SmartPTT e rádio digital para rodovias, a Colinas irá gerenciar de forma minuciosa todos os trabalhadores ao longo dos 307 quilômetros de rodovias sob sua concessão dentro do estado de São Paulo desde março de 2000.

O projeto contempla 60 rádios, 04 repetidoras, 04 Consoles de Operações SmartPTT e 01 Radioserver SmartPTT.

O Radioserver SmartPTT se conecta, via IP, com as 04 repetidoras espalhadas pela área de cobertura das rodovias, que cobrem as cidades de Boituva, Cabreúva, Campinas, Cerquilho, Indaiatuba, Itu, Itupeva, Jundiaí, Piracicaba, Porto Feliz, Rio Claro, Rio das Pedras, Salto, Saltinho, Sorocaba, Tatuí e Tiete.

Os 04 Operadores da Central de Controle poderão se comunicar com todos os rádios que fazem parte do sistema, além de poder verificar o deslocamento de cada um deles ao longo da rodovia, através do monitoramento via GPS inerente aos rádios MOTOTRBO e ao SmartPTT.

Diretamente da Console de Operações SmartPTT, que na verdade é um computador com o aplicativo SmartPTT instalado, ele também poderá efetuar e receber chamadas de voz, bem como escutar conversas antigas armazenadas e gerenciar as emergências que ocorrerem durante o período de trabalho.

Entre outras funções, também é possível inserir check points ao longo da rodovias, que poderão fazer com que o Operador saiba exatamente o Km onde a viatura se encontra no momento.

Cercas eletrônicas, para aviso automático caso um rádio saia do perímetro delimitado também estão entre as funções de destaque para o segmento, bem como o monitoramento remoto de situações de emergência, entre diversas outras possibilidades.

Por fim, os coordenadores terão a possibilidade de consultar relatórios de localização de rádios, de utilização da rede, de ocorrências na rede e também consultar gravações de comunicação para avaliar se os procedimentos internos estão sendo executados da maneira correta.

Um projeto de sucesso da parceria CDC e Eletrônica Mendonça.



Conheça a discrição no uso de rádio comunicador

Arquivo em: MOTOTRBO,Radiocomunicação — Tags: , , — admin @ 5:22 pm August 21, 2014

radiocomunicação segurança privadaAlém das funcionalidades existentes no rádio comunicador, bem como na tecnologia que faz parte da linha MOTOTRBO, por exemplo, há ainda acessórios que facilitam a vida dos usuários. Pois é, para quem não conhece além de opções de uso, é possível utilizar acessórios que sejam discretos e auxiliem as pessoas em seu dia a dia profissional.

Você já deve ter reparado que seguranças possuem aparelhos sonoros pequenos, instalados na orelha para que só eles recebam os comandos ou informações sobre um determinado assunto. Pois é, esse equipamento é bastante usado na radiocomunicação na segurança privada.

A ferramenta é conectada no rádio comunicador e serve para não atrapalhar outras pessoas em um local ou até mesmo para não chamar atenção e só para o próprio usuário ouvir as mensagens de voz.

Isso ajuda e muito os profissionais a trabalharem de modo fácil e rápido, pois além de não perderem tempo, recebem as chamadas ou informações de forma mais eficiente. Além desse aparelho, existem outros tipos de fones e suportes que podem carregar o rádio Motorola e facilitar a vida do usuário.

Confira outros acessórios que são ótimos e auxiliam no desempenho dos rádios digitais

Além desse tipo de fone (ou aparelho) que é colocado na orelha do usuário, existe ainda diversos acessórios inteligentes que garantem ótimas vantagens e melhorar o desempenho dos profissionais ao longo de suas tarefas.

Veja a seguir quais são os principais deles:

  • Correia para ombro
  • Carregadores
  • Cabo de alimentação
  • Bolsa submersível
  • Presilha para cinto
  • Fontes de alimentação

Há ainda muitos outros que fazem com que os aparelhos durem mais tempo e não atrapalhem os profissionais em suas atividades. Alguns dos acessórios são inclusos, outros podem ser adquiridos para que o funcionamento do equipamento seja otimizado.

A CDC Digital oferece as melhores soluções em comunicação digital para a sua empresa, a maioria da linha MOTOTRBO. Entre em contato conosco para mais informações.



Radiocomunicação: CDC é Brasil na Copa!

Arquivo em: MOTOTRBO,Radiocomunicação — Tags: , , , , , — admin @ 11:58 am June 18, 2014

radiocomunicaçãoO nosso país é sede do maior campeonato de futebol do planeta neste ano, a Copa do Mundo. Para conseguir deixar tudo pronto e receber o mundial e os turistas, muitas empresas brasileiras desenvolveram projetos e colaboraram com a infraestrutura das cidades-sede.

Responsável pela radiocomunicação presente em 3 Arenas da Copa, a Arena das Dunas, de Pernambuco e Fonte Nova, a CDC desenvolveu sistemas capazes de integrar as diferentes equipes que trabalham no estádio através de rádios comunicadores.

Entenda como é o sistema

Cada Arena possui mais de 100 rádios comunicadores da linha MOTOTRBO da Motorola. Eles são gerenciados pelo software SmartPTT, contando com tecnologia de ponta para a transmissão de informações por áudio ou texto.

O esquema conta ainda com quatro repetidoras DGR1675, que operam integradas via IP. Assim, funcionam como um único aparelho e disponibilizam oito canais para transmissão. Os rádios não precisam de intervenção humana para buscar um canal livre, fazendo isso de forma automática. Além disso, podem enviar mensagens por voz e texto, alertas de emergência e possuem ajuste automático de áudio – caso a pessoa fale baixo, o aparelho aumenta o volume de recepção.

MOTOTRBO

A linha MOTOTRBO foi a escolhida para o sistema por representar o que há de mais moderno em comunicação digital, mesmo porque essa linha conta com alta tecnologia e oferece distintos benefícios aos usuários. Além disso, os aparelhos selecionados possuem inúmeras funções, além de apresentarem novas soluções. Entre elas, destacam-se as seguintes:

  • Modo mudo avançado: permite ao operador silenciar determinadas chamadas ou grupos para dar prioridade a outras, tendo registro das perdidas para posteriormente entrar em contato;
  • Console de operações customizáveis: permite enviar chamadas para diversos grupos ao mesmo tempo.
Para saber mais sobre rádios comunicadores e conhecer melhor nossos serviços, entre em contato conosco.